Energias Verdes



O nosso "querido" governo anunciou recentemente um avultado investimento público, também conhecido como torrar dinheiro dos contribuintes (31 mil milhões de euros!!! Ao longo de 10 anos dá por ano 3,1 mil milhões de euros!!! Não admira que a Fitch nos tenha baixado o rating!!!), em eficiência energética e em energias renováveis.

Como é habito, anunciam que esta medida vai criar milhares de postos de trabalho. 120 mil, dizem eles, muito contentes. Mas, quando eu recorro à matemática da primeira classe, descubro que isso dá um investimento de quase 260 mil euros para criar 1 posto de trabalho.

Meus senhores do governo, eu garanto que se baixarem os impostos em 31 mil milhões de euros (em vez de avançarem com esta "estratégia energética"), nos próximos 10 anos, vão permitir a criação de muito mais do que 120 mil postos de trabalho. Mais, ao contrário desses 120 mil empregos que vão criar artificialmente, estes, muitos mais que 120 mil, seriam empregos realmente geradores de riqueza para o país.

Baixando os impostos, uma parte desse dinheiro seria aplicado na eficiência energética, porque reduzir os custos é uma grande preocupação das empresas. A não ser que, para o governo, "eficiência" tenha outro significado.

PS: nem vamos entrar pelo facto que, se eles têm um plano para gastar 100, vão acabar por gastar pelo menos 200. E se com isso esperam "criar" 10 empregos, se realmente "criarem" 5, já é muito bom.

PS 2: link para o cartoon.

3 Comentários:

AG disse...

O cartoon está excelente! :)

kasushi disse...

Muito bem dito. Mas como fazer o governo ententer que nao gasta o dinheiro da forma mais eficiente e que quanto mais governo pior? Ha algum partido politico que apoie essa ideia?

Marco disse...

Kasushi, as tuas perguntas fazem todo o sentido. Este governo é socialista, portanto eles acham que o governo controlar uma grande parte da economia é uma coisa boa, ou seja, não acho que seja possível este governo entender os seus erros, a não ser quando cairmos de vez no abismo. Os partidos da oposição, da direita, falam muitas vezes em reduzir o peso do estado mas quando chegam ao poder fazem o contrário.
Em Portugal (e que eu conheça, na Europa), não há partidos que queiram mesmo implementar estas ideias, mas nos EUA temos políticos como o Ron Paul, que é senador, ou o Peter Schiff, que está a concorrer para o senado. Pode ser que um dia influenciem alguns políticos europeus e portugueses.
Por outro lado, não acho que seja possível, neste sistema, todas as ideias de liberdade serem aplicadas, mas se as pessoas começarem a ter alguns conceitos básicos de economia podem começar a ser mais exigentes com os políticos, e se assim pelo menos uma parte disto for aplicado, já será muito bom. Aqui, cada um dos que acredita nestas ideias pode ajudar a expor muitas das falácias económicas defendidas pelos políticos, junto daqueles que nos estão mais próximo, ou através de blogs como este, ou por outros meios.
Para terminar, mesmo que estas ideias não tenham apoio de políticos, ou até da população, o facto de acharmos que são as correctas é suficiente para continuarmos a defendê-las. Ou então, será que na Alemanha dos anos 30 se devia deixar de ser contra o assassínio de judeus porque o partido único do poder era a favor e contava com o apoio de 90% da população?