Economistas ao Serviço do Estado

No dia em que ganhou as eleições da Ordem dos Economistas, o actual bastonário afirmou o seguinte: "A Ordem dos Economistas deve ser renovada e fortalecida, e devemos contribuir para a definição das políticas públicas e a política económica".

Esta declaração deixa transparecer a orientação keynesiana, segundo a qual, o papel dos economistas deve ser apenas o de assistir o estado na condução da economia. Nem se põem em causa se a intervenção do estado é boa ou má, ou se deve ser feita, é ponto assente que vai acontecer e o melhor que os economistas podem fazer é aconselhar "onde".

Na minha opinião, o papel dos economistas deve ser o de defender as ideias que, mais eficazmente, levam a um crescimento sustentado do nível de vida geral das populações, no longo prazo. Muitas vezes, a única coisa que o estado pode fazer, quando interfere naquele processo, é estragar!

1 Comentários:

AG disse...

Como é que um economista se vai sustentar se ele for defender a ideologia que não deve haver planeamento central e intervenção na economia? ;-)