Anarquia na Somália

No link, que aqui podem visitar, encontramos um relato surpreendente sobre a "experiência" de ausência de estado, na Somália, entre 1991 e 2006.

Ao contrario do que muitos esperariam, houve muitos aspectos nos quais o nível de vida da população melhorou, nomeadamente a nível de saúde, comunicações, cobertura da rede eléctrica, número de órgãos de comunicação social e educação.

Claro que não podemos comparar, o nível de vida na Somália, com o nível de vida de um país ocidental, mas podemos comparar o período de anarquia com o período socialista anterior, e podemos comparar a Somália com outros países da região. E nestes casos, a Somália anárquica ganha quase sempre.

O pior deste período terá sido a insegurança, devido ao poder das milícias rivais que, ao serem financiadas por governos e organizações estrangeiras, cresceram independentemente de terem uma base de apoio junto da população, e de lhes prestarem um bom serviço de segurança. Pelo que, até neste ponto o que falhou pode ter sido devido à intervenção estatal (externa).

Por outro lado, o regime deposto em 1991 era uma ditadura brutal de cariz socialista, pelo que não é certo se o nível de insegurança terá piorado para a generalidade da população. Para alguns grupos perseguidos pelo estado, terá melhorado, certamente.

Quotes interessantes:
- "[t]he data suggest that while the state of this development remains low, on nearly all of 18 key indicators that allow pre- and post-stateless welfare comparisons, Somalis are better off under anarchy than they were under government." Peter Leeson

"corruption is not a problem, because there is no government…We build the airports and we service the airports and we only fly when we are sure it's safe." Mohammed Yassin Olad, proprietário das Daallo Airlines

0 Comentários: