Eles e Nós


"ELES" endividam o país com políticas despesistas, agora querem que "NÓS" nos unamos para pagar!


Estas medidas, muito provavelmente, são sobretudo aumento de receitas (mais impostos).

Se querem mesmo acalmar os "malvados especuladores", comecem a cortar na despesa, para níveis sustentáveis.

Se querem mesmo que voltemos a ter crescimento económico, cortem radicalmente na despesa e baixem impostos, para retirar a camisa de forças que existe à volta do sector privado, que é onde realmente se pode criar riqueza.

5 Comentários:

AG disse...

Se alguem do Bloco, PCP, Popular Socialismo ou Sindicato te apanha com este post, chamam-te de fascista e dizem-te logo que a culpa é dos especuladores (!?) e que merecem ainda mais impostos!
Agora lembraram-se de dizer que isto é um ataque ao Euro. Como se a situação das contas públicas nem existisse. Mas já agora, "apostar" contra uma moeda não implica apostar a favor de outra? Qual será a outra, a que economia pertence, será que tem mais crescimento que a Zona Euro?...

Salvador disse...

sim no mercado cambial... apostar "contra" uma moeeda implica apostar a favor de outra... ridiculas estas noticias.

neste caso a moeda que tem vindo a ganhar é o dolar... dos quais a tendencia ja é ascendente vai para 6 meses... por isso esta coisa do euro nao vem de agora...

Marco disse...

Quando os ouvimos até parece que não há razões para os juros da divida portuguesa subirem ou para o euro descer...
Depois, os "especuladores" são o bode espiatório perfeito pq ninguém sabe mt bem quem eles são. É sempre bom ter um inimigo que não se pode defender, e enquanto o acusam escondem as verdadeiras causas do que está a acontecer.

AG disse...

A mensagem é irracional e apela ao instinto básico, daí que o povo português a engole tão bem. Acham mesmo que as pessoas fazem a menor ideia do que se anda a passar? A bolsa desce 10% num dia e o cidadão comum ainda diz "é bem feita! queriam se escapar aos impostos?! agora pagam e ainda perdem o dinheiro de castigo!". Isto é a lógica do BE e PCP, e do Popular Socialismo que vai à caça do voto.

Senão vejamos, o Louçã diz-se economista e defende um sistema de planamento central Marxista e Leninista! Isso é como ser um astronomo e andar a escrever livros a defender que o mundo é plano, em pleno seculo XXI.

A ministra do Trabalho já veio fazer o trabalho sujo do Sócretino. Veio dizer que o subsidio do desemprego só pode ser 75% do salário anterior e que as pessoas passam a ser obrigadas a aceitar ofertas que sejam superiores ou semelhantes ao subsidio. Isto na realidade não resolve absolutamente nada. Apenas poupa uns cobres ao Estado. O que o Governo diz com esta lei é que estamos num cenário deflacionário no mercado de trabalho, salários mais baixos. Aparentemente nem são na casa dos 5 ou 10%, o Estado acha que são mais. Mesmo assim, esta medida nova apenas é outra decisão de planeamento central, porque acaba por impor novo tecto; mesmo que seja mais baixo que o anterior. Na minha opinião pouco vai mudar, ou seja, a Ministra diz que a ideia é incentivar as pessoas a regressar ao mercado de trabalho, mas eu digo que vai falhar. Isto porque a deflação nos salários é tão grande, que as ofertas actuais podem ser 80% do salario anterior que continua a compensar ao desempregado estar em casa a ganhar apenas 75%!

Uma reforma corajosa seria por a SS a pagar reformas e subsidios de desemprego que correspondessem mesmo a aquilo que as pessoas andaram a descontar. Logo aí limpavamos parte do buraco deste ano, e melhor ainda eliminavamos repsonsabilidade futuras que todos os anos acumulam mais défice. Sim... responsabilidades futuras insustentaveis que o Governo e ninguem fala, mas que a S&P contabiliza quando olha para o caos das contas públicas que isto é.

AG disse...

Pronto, eu não disse? Este Governo está se nas tintas para tudo e todos, é a irresponsabilidade total. Como sabe que está em contra relógio agora anda a aprovar tudo que é grande obra antes que seja corrido do posto. Há 2 dias veio com a conversa da austeridade, imposta pelo lider da oposição, na mesma tarde e ontem já disse que vai distribuir 20 mil milhões em obras, hoje diz que a culpa é do "ataque aos especuladores".

Tenho um buzz que só relata novidades financeiras e económicas, infelizmente muitas recentemente são cá do burgo e das palhaçadas do Popular Socialismo : http://www.google.com/buzz/alexdg/L5kjjUU54vs/Go-for-Broke-ou-melhor-Go-for-Junk-Dois-dias

Ou a retoma mundial é verdadeira e beneficiamos da generosidade dos mercados ou até ao final do ano estamos no rating de Junk.