Palhaçada Socrática


Toda esta palhaçada, envolvendo as escutas e a tentativa do governo em controlar a comunicação social (esses chatos...), não passa de algo inevitável de acontecer quando o estado tem um peso tão grande na economia.

Isto era algo que ia acontecer, mais tarde ou mais cedo, era só esperar por um governo composto, e liderado, por pessoas sem escrupulos. Por acaso, não ter escrupulos é um dos requisitos essenciais para se conseguir ser lider de um grande partido, pelo que tudo isto era mesmo completamente inevitável, era somente uma questão de tempo.

Mas, infelizmente, serão muito poucos os que vão relacionar este caso com a forte presença do estado na economia. Depois disto, mesmo que o governo seja responsabilizado, todo este sistema não mudará, assim como os incentivos a que um caso deste genero se repita.


2 Comentários:

AG disse...

Hoje em dia o Estado controla directamente ou indirectamente 2 bancos (não incluindo o buraco do BPN eheh), e ainda tem outro grande que lhe subsidia projectos e discursos. É praticamente impossivel uma empresa grande em Portugal ser verdadeiramente independente e crescer apenas baseado nos valores de mercado e mérito competitivo dado que invariavelmente terá sempre que recorrer ao crédito e coloca-se na mão destes "senhores" para o obter.

AG disse...

Um comentário do ZH :

by walküre
on Fri, 02/12/2010 - 17:38
#228522

The "game" cannot work.

The disease is socialism. The symptoms are government intervention.

A government cannot run health care, social security, education and so on.

Those are all bottomless pits.

The bankers just found "magic" to keep the show alive so governments could be "free".

Behind the scenes the actors are fighting who exactly is promising what to whom.

Mistakes were made throughout. We're now just realizing that the "magic" is ending and that the systems will collapse eventually.

Greece's problem is so much socialism that it will inevitably fail first. The 40 years of uber-socialism in the East Bloc were just setting the stage.