Economia da República das Bananas Parte III - Consequências do Estímulo

De facto, estas medidas conseguiram impedir uma queda maior da economia do que aconteceria caso nada fosse feito, por 2 motivos:
(1) impediram que produtores ineficientes desaparecessem, no curto prazo. Dado que a economia estava em recessão, havia muitas empresas a fechar e poucas a abrir, por isso quando se impedem empresas de fechar, o efeito é positivo, mas, como já referi, de curto prazo.
(2) a retracção da actividade económica foi compensada pelo aumento dos gastos públicos (num dos programas, pagavam a meninas para arrancar folhas de bananeira, como se vê na foto abaixo), mas este aumento não era sustentável porque era financiado por défice. Se fosse financiado por impostos, a recessão ainda teria sido maior.
No longo prazo, o custo de diminuir a dor veio a revelar-se com estagnação económica, dado que foi impedido o reajustamento da irrealista estrutura produtiva que vigorava antes da crise, e inflação elevada, devido à injecção de moeda. (continua)

0 Comentários: