USA - Home of the free?



Alguns têm os USA como a terra das oportunidade, a terra da liberdade. Assim o queriam os chamados Pais Fundadores... assim foi o pensamento que quem escreveu a constituição e que sempre lutou pela liberdade. Devido a isso, os USA se tornaram o país mais forte do mundo, graças à liberdade que existia e ao empreendedorismo que era incentivado.

Infelizmente, ao contrário do que pensa o resto do mundo, os USA são cada vez menos um país livre, onde os grandes senhores transformaram um país produtivo, num país escravo do seu consumo, escravo dos créditos fornecidos pela FED e sistema bancário, escravo do castelo de cartas que está a desabar, apesar dos remendos que vão colocando. Como mostrámos aqui, os americanos querem recuperar a liberdade que lhes foi retirada nos últimos 30 anos, debilitando o país a vários níveis, social, económico, político.

Para se ter uma noção, da falta de liberdade, veja-se o exemplo a nível de pagamento de impostos. Os USA são, a par da Coreia do Norte, os únicos que obrigam os seus cidadãos, habitando e trabalhando em qualquer parte do mundo, a pagar impostos no país natal. Ou seja, se trabalharem na China, são obrigado a pagar impostos nos USA. Caso queiram abdicar da cidadania, para irem morar num outro país, pagando os impostos no país onde irão morar, são obrigados a pagar uma taxa de saída bastante elevada, em alguns casos, cerca de metade da riqueza de um indivíduo. O Economist chama a esta situação, a muralha de Berlin dos USA.
Como se isto não fosse grave, caso o estado verifique, que se abdicou da cidadania, por razões de impostos, o antes cidadão, nunca mais pode voltar aos USA, nem para visitar familiares.

Isto, num país, onde os estímulos keynesianos (que nunca resultaram e não é desta que isso irá acontecer), estão a níveis nunca antes vistos, o que irá provocar um aumento brutal de impostos directos e indirectos, terá como consequência uma saída de estrangeiros a trabalhar lá (por exemplo, as fronteiras mexicanas/usa estão praticamente sem movimento, poucos mexicanos querem entrar), mas... os americanos não vão poder sair, procurando melhor vida num outro país com mais potencial.

Isto, é ser prisioneiro no próprio país... o que, tendo um dos lemas "home of the free"... é algo paradoxal.

A mudança de mentalidades, terá de vir de um país olhado por todos os outros, e talvez fosse necessária, toda esta repressão, que se está a passar nos USA, para essa mudança mundial acontecer. Assim o esperamos, para bem de todos nós, já qua a Liberdade é o caminho para uma melhor vida.


3 Comentários:

Anónimo disse...

Nem de propósito este post, já que se fala num aumento de impostos nos USA.

http://www.zerohedge.com/article/national-sales-tax-coming

Artigo muito bom que fala disso mesmo.

Vasco disse...

O texto não está correcto ou, no minimo, falta-lhe informação.
OS EUA têm acordos com um grande numero de paises por forma a que os rendimentos taxados nesses paises sirvam de credito perante o fisco dos EUA, eliminando dessa forma a dupla tributação.
Para alem disso, a lei que proibe que um cidadão que renuncie a cidadania Americana possa voltar aos EUA só é aplicavel no caso de se provar que essa renuncia foi efectuada APENAS para fugir ao pagamento de impostos, e desde que entrou em vigor ainda não foi aplicada a NENHUM cidadão.
Mais informações aqui:
http://taxipay.blogspot.com/2008/03/us-citizen-or-resident-with-foreign.html

Liberdade D´Escolha disse...

Vasco, antes de mais obrigado pelo teu comentário.
Respondendo às tuas questões, coloco aqui um artigo interessante, que foca o que falaste:
http://www.escapeartist.com/Expat_Taxes/Trapped_In_America/

Repara o seguinte... não sabes se nenhum cidadão foi imputável por essa lei... os USA são peritos a desviar as atenções e esconder o que não lhes interessa.

Numa altura, em que o défice americano está completamente fora de controle, onde os impostos terão necessariamente de subir a vários níveis, e um deles irá ser o nosso IVA, implementado por lá... é importante referir que eles têm uma prática que vai totalmente contra a liberdade. Por mais voltas que dês, tens de concordar com isso... e o site que coloquei em cima explica em essa situação. Aliás, isso está retratado em vários artigos espalhados pela net, basta pesquisar no google por USA berlin wall tax.

Eles já foram o home of the free, na época em que prosperavam pelas suas indústrias e empreendedorismo. Agora, infelizmente, são uma sociedade baseada num esquema de pirâmide gigantesco, que em breve irá ruir, para dar lugar a algo, esperemos nós, mais livre e mais sustentável.

Os vídeos de Peter Schiff, que estão no site, explicam na perfeição esta temática.